A Bíblia coloca a desobediência aos pais na mesma lista de outros terríveis pecados e corrupções dos últimos dias (Veja em 2 Timóteo 3.1-5). O mandamento de Deus sobre tal assunto, que traz uma promessa, é este: “Honra a teu pai e a tua mãe, para que te vá bem, e sejas de longa vida sobre a terra” (Efésios 6.2,3). Jesus mostrou que essa honra inclui prover as necessidades dos pais idosos (Veja em Mateus 15.3-6). A Bíblia nos ensina que é dos pais a competência para a educação dos filhos. Os filhos precisam aprender a ser obedientes a seus pais, através de um ensinamento rigoroso e “na disciplina e na admoestação do Senhor” (Efésios 6.4).
A Bíblia nos dá orientações para ajudar a resolver esse problema: “Ensina a criança no caminho em que deve andar, e ainda quando for velho não se desviará dele” (Provérbios 22.6). A criança não aprende da noite para o dia. Os pais não devem permitir que os seus filhos, enquanto pequenos, os desobedeçam, se quiserem ter maior controle sobre eles nos anos da adolescência. É necessário ter disposição, determinação e perseverança para se ter controle das situações.
A rebeldia dos filhos adolescentes tem entristecido o coração de muitos pais, atualmente. Um outro agravante é a crescente tentação que os jovens enfrentam de experimentar drogas, bebidas alcoólicas e aventuras sexuais, estimulados pela mídia e pelas más companhias. Os pais devem procurar afastar os seus filhos das más companhias. Devem selecionar criteriosamente os programas de televisão, jornais, revistas, filmes, CDs, etc. dos seus filhos. A igreja tem sentido o impacto dessas pressões quando as próprias famílias cristãs enfrentam a dor de ver uma filha solteira grávida, um filho viciado em drogas, um filho ou uma filha abandonando a família, saindo de casa para buscar os prazeres deste mundo cruel. “A criança entregue a si mesma vem a envergonhar sua mãe” (Provérbios 29.15).
Se a sua família está enfrentando algum desses problemas, saiba que o Senhor se importa com você e ama seu filho rebelde. Leia com atenção a “Parábola do Filho Pródigo” em Lucas 15.11-32 e arme-se de coragem para orar e pedir a Deus que faça seu filho voltar arrependido! Com fé e oração as coisas podem ser revertidas. Nessa parábola, o pai não tentou impedir que o seu filho saísse de casa, embora seu coração tenha se entristecido grandemente ao vê-lo partir. Acredito que ele tenha orado dia e noite pelo seu filho. A Bíblia conta que certo dia, após ter gasto todo o seu dinheiro e perdido tudo o que tinha, aquele filho, finalmente, “caindo em si”, arrependeu-se e decidiu voltar. “ E, levantando-se, foi para o seu pai. Vinha ele ainda longe, quando seu pai o avistou, e, compadecido dele, correndo, o abraçou, e o beijou” (Lucas 15.20).
Significa dizer que todos os rebeldes, filhos desobedientes, que estão sofrendo, passando fome e necessidades no mundo, que caírem em si e se arrependerem e voltarem para o Pai devem ser bem recebidos. Haverá festa no céu para comemorar a sua volta e ele será lavado dos seus pecados e ficará com suas vestiduras brancas como a neve. Jesus Cristo disse: ‘‘Haverá maior júbilo no céu por um pecador que se arrepende, do que por noventa e nove justos que não precisam de arrependimento’’ (Lucas 15.7).
Os fariseus, que viviam discordando dos ensinamentos de Jesus, são representados, nessa parábola, pelo filho mais velho, pois consideravam que os pecadores eram irrecuperáveis, sem qualquer chance de redenção (Lucas 15.28-30). Mas Jesus Cristo mostra o erro deles quando ensina: ‘‘O Filho do Homem veio buscar e salvar o perdido’’ (Lucas 19.10). ‘‘Os sãos não precisam de médico, e sim os doentes. Não vim chamar justos, e sim pecadores, ao arrependimento’’ (Lucas 5.31,32).
Os pais cristãos devem estar sempre prontos a ajudar seus filhos a sair desse problema. Da mesma forma que o Pai celestial aceita de braços abertos o pecador arrependido, não importando o que ele tenha feito, os pais crentes devem demonstrar amor e compaixão aos seus filhos rebeldes quando eles lhe pedirem ajuda. Não esqueça que o único modo pelo qual podemos esperar ter boas famílias, construídas nos princípios cristãos é estudar bem a Bíblia, aprender esses princípios, aplicá-los em nossas vidas e ensiná-los aos nossos filhos.
Viva Jesus!
Deus lhe abençoe!
publicado por homota às 17:44