Palavras de Salvação.

pesquisar

 
Quarta-feira, 29 / 12 / 10

O Registro da Revelação.

       Continuação do post anterior.
       O cristão verdadeiro sempre defendeu o princípio sagrado de que na Bíblia temos uma revelação de Deus, de fato a revelação mais clara e sem erro. Deus criou o homem como um ser inteligente para ter comunhão com Ele. De todas as criaturas, o homem é o único feito à imagem de Deus (Veja Gênesis 1.27: “Criou Deus, pois, o homem à sua imagem, à imagem de Deus o criou; homem e mulher os criou.” - RA). Desde a criação, Deus tem desejado que escolhamos imitá-lo e estar com Ele. Para fazer isso, precisamos conhecê-lO e saber o que Ele deseja de nós. É por isso que Deus nos deu a Bíblia. Ela é a revelação de Deus para nos equipar para toda a boa obra (Veja 2 Timóteo 3.16,17: “Toda a Escritura é inspirada por Deus e útil para o ensino, para a repreensão, para a correção, para a educação na justiça, a fim de que o homem de Deus seja perfeito e perfeitamente habilitado para toda boa obra.” - RA). A Bíblia começa com a criação para nos mostrar como Deus nos ama e quanto Ele quer que estejamos com Ele. Ela também nos mostra quanto Ele odeia o pecado e a desobediência, as barreiras que nos separam do nosso Criador. 
       O apóstolo Paulo contrasta o homem natural e o homem espiritual. O homem natural é o que não aceita a revelação de Deus na Bíblia. Seu horizonte é limitado pelas coisas do mundo. Ele não pode conhecer Deus porque é somente através da Palavra de Deus que uma pessoa pode entender qual é a Sua vontade. O homem espiritual ouve e lê as Escrituras e confia na revelação de Deus. (Veja em 1 Coríntios 2.14-16: “Ora, o homem natural não aceita as coisas do Espírito de Deus, porque lhe são loucura; e não pode entendê-las, porque elas se discernem espiritualmente. Porém o homem espiritual julga todas as coisas, mas ele mesmo não é julgado por ninguém. Pois quem conheceu a mente do Senhor, que o possa instruir? Nós, porém, temos a mente de Cristo.” - RA).
Paulo mostra que Deus se revela somente através do Espírito; portanto, a sabedoria dos homens não pode chegar a conhecer Deus, nem a aprender a Sua vontade. Enquanto as pessoas mundanas consideram tolo o homem espiritual, isso não importa; afinal foram os “sábios” deste mundo que crucificaram o próprio Senhor da Glória. (Veja em 1Coríntios 2.8: “Nenhum dos poderes que agora governam o mundo conheceu essa sabedoria. Pois, se a tivessem conhecido, não teriam crucificado o glorioso Senhor.” - NTLH).
A Bíblia, também chamada de Escritura ou Escrituras, é o registro inspirado da revelação especial de Deus ao homem. Ela é fonte de revelação para nós. Nela podemos ouvir a Deus, conhecê-lO e a Sua vontade como se Deus falasse diretamente conosco. Nenhuma outra revelação é necessária hoje para a humanidade acerca de Deus e dos Seus planos. Nada mais a acrescentar ao registro bíblico. Apenas entender, mediante o auxílio do Espírito Santo, o que já está revelado. Entretanto, quando Cristo voltar Ele trará mais luz acerca do que já foi falado, mas que agora “vemos como por espelho ” (Veja 1 Coríntios 13.12: “O que agora vemos é como uma imagem imperfeita num espelho embaçado, mas depois veremos face a face. Agora o meu conhecimento é imperfeito, mas depois conhecerei perfeitamente, assim como sou conhecido por Deus.” - NTLH).
Viva Jesus!
Deus lhe abençoe!
Continua no próximo post.
publicado por homota às 17:10
Segunda-feira, 20 / 12 / 10

Características da Revelação Especial.

Continuação do post anterior.
A finalidade da revelação especial é levar o homem de volta a Deus, livre do pecado e de suas conseqüências. Na Escritura, Deus vai se revelando aos poucos como Salvador e dando a conhecer os mistérios da redenção. Essa revelação foi também atingindo níveis cada vez maiores no plano espiritual. De Gênesis a Apocalipse podemos notar uma gradação progressiva na revelação.
Não se trata apenas de idéias a respeito de Deus, como conceitos teóricos sobre os atributos da Divindade, mas a apresentação da Pessoa de Deus mesmo e o seu comparecimento junto aos indivíduos para tratar de problemas reais na vida das pessoas. Por isso a revelação visava antes de tudo a comunhão do homem com Deus. Jesus Cristo não somente é o principal meio dessa revelação como também é o tema que permeia toda a revelação (Veja em Deuteronômio 18.15: “Do meio de vocês Deus escolherá para vocês um profeta que será parecido comigo, e vocês vão lhe obedecer.” - NTLH; em Atos 3.22: “Pois Moisés disse: “Do meio de vocês o Senhor Deus escolherá e enviará para vocês um profeta, assim como ele me enviou. Obedeçam a tudo o que ele lhes disser.” - NTLH; e em Lucas 24.27: “E começou a explicar todas as passagens das Escrituras Sagradas que falavam dele, iniciando com os livros de Moisés e os escritos de todos os Profetas.” - NTLH). Portanto Cristo é a perspectiva pela qual a Bíblia deve ser lida e interpretada.
O seu conteúdo foi suficientemente registrado na Bíblia para nós, e é por meio dela que tomamos conhecimento dessa revelação ocorrida no passado e temos nossa compreensão de Deus e de Sua vontade hoje. A Bíblia é a fonte principal da Teologia. A Bíblia não registra toda a revelação especial de Deus ocorrida na história da humanidade (Veja João 21.25: “Ainda há muitas outras coisas que Jesus fez. Se todas elas fossem escritas, uma por uma, acho que nem no mundo inteiro caberiam os livros que seriam escritos.” - NTLH).
Mas o que ela registra é suficiente para os propósitos de Deus. Também é provável que Israel e todas as pessoas da Bíblia antes de Israel não tenham sido os únicos a receber de Deus a revelação especial. Talvez Melquisedeque, cuja investidura divina foi reconhecida por Abraão, como também o é no Novo Testamento, seja uma prova de como Deus Se revelou também a outros indivíduos e outros povos.
Abimeleque é um exemplo de homem ímpio que recebeu revelação específica de Deus, embora não fosse com propósito redentivo (Veja em Gênesis 20.3: “Mas de noite, num sonho, Deus apareceu a Abimeleque e disse: —Você vai ser castigado com a morte porque a mulher que mandou buscar é casada.” - NTLH).
Os magos do oriente também receberam revelação especial sobre o nascimento de Jesus. Entretanto a revelação bíblica é sem igual pelo seu conteúdo, características e propósito. Por isso todas as nações precisam ouvir Sua mensagem de salvação por meio de Cristo (Veja em Mateus 28.19,20: “Portanto, vão a todos os povos do mundo e façam com que sejam meus seguidores, batizando esses seguidores em nome do Pai, do Filho e do Espírito Santo e ensinando-os a obedecer a tudo o que tenho ordenado a vocês. E lembrem disto: eu estou com vocês todos os dias, até o fim dos tempos.” - NTLH).
Viva Jesus!
Deus lhe abençoe!
Continua no próximo post.
publicado por homota às 11:53
Segunda-feira, 20 / 12 / 10

Revelação Especial - III..

Continuação do post anterior.
Os profetas duraram até João Batista. Depois dos profetas veio o Filho de Deus. O meio mais extraordinário da revelação especial foi a encarnação do Verbo divino (Veja em João 1.1-3,14,18: “No princípio era o Verbo, e o Verbo estava com Deus, e o Verbo era Deus. Ele estava no princípio com Deus. Todas as coisas foram feitas por intermédio dEle, e, sem Ele, nada do que foi feito se fez. E o Verbo se fez carne e habitou entre nós, cheio de graça e de verdade, e vimos a sua glória, glória como do unigênito do Pai. Ninguém jamais viu a Deus; o Deus unigênito, que está no seio do Pai, é quem o revelou.” - RA; em João 14.8,9: “Replicou-lhe Filipe: Senhor, mostra-nos o Pai, e isso nos basta. Disse-lhe Jesus: Filipe, há tanto tempo estou convosco, e não me tens conhecido? Quem me vê a mim vê o Pai; como dizes tu: Mostra-nos o Pai?” - RA; em Colossenses 2.9: “porquanto, nEle, habita, corporalmente, toda a plenitude da Divindade.” - RA; e em Hebreus 1.2: “nestes últimos dias, nos falou pelo Filho, a quem constituiu herdeiro de todas as coisas, pelo qual também fez o universo.” - RA).
Ele revelou mais profundamente o Pai e seus propósitos para com a humanidade (Veja em João 1.16-18: “E todos nós recebemos também da sua plenitude, com graça sobre graça. Porque a lei foi dada por Moisés; a graça e a verdade vieram por Jesus Cristo. Deus nunca foi visto por alguém. O Filho unigênito, que está no seio do Pai, este o fez conhecer.” - RC; e em Hebreus 10.20: “pelo novo e vivo caminho que ele nos consagrou pelo véu, isto é, pela sua carne,” - RA).
Em Jesus a revelação teve o seu clímax. Por meio de Jesus os apóstolos receberam os mais excelentes conhecimentos da verdade redentora de Deus e no-las tranmitiram. As Escrituras, à medida em que nelas foram sendo registradas os conhecimentos já adquiridos de Deus, serviam, por sua vez, de meio de revelação para as novas gerações, como acontece até o dia de hoje (Veja em Deuteronômio 29.29: “—Há coisas que não sabemos, e elas pertencem ao SENHOR, nosso Deus; mas o que ele revelou, isto é, a sua Lei, é para nós e para os nossos descendentes, para sempre. Ele fez isso a fim de que obedecêssemos a todas as suas leis.” - NTLH; em Isaías 8.19,20: “—Algumas pessoas vão pedir que vocês consultem os adivinhos e os médiuns, que cochicham e falam baixinho. Essas pessoas dirão: “Precisamos receber mensagens dos espíritos, precisamos consultar os mortos em favor dos vivos!” Mas vocês respondam assim: “O que devemos fazer é consultar a lei e os ensinamentos de Deus. O que os médiuns dizem não tem nenhum valor.”” - NTLH; e em 2 Timóteo 3.16,17: “Pois toda a Escritura Sagrada é inspirada por Deus e é útil para ensinar a verdade, condenar o erro, corrigir as faltas e ensinar a maneira certa de viver. E isso para que o servo de Deus esteja completamente preparado e pronto para fazer todo tipo de boas ações.” - NTLH).
Nós hoje podemos não ouvir os profetas, nem o Filho de Deus diretamente, mas ouvimos-lo indiretamente através das Escrituras. Por meio delas Deus fala a nós hoje como outrora falou através dos profetas, do Filho e dos apóstolos.
Viva Jesus!
Deus lhe abençoe!
Continua no próximo post.
publicado por homota às 11:41
Este blog é feito para divulgar a Palavra de Deus, e as doutrinas e fatos da história da Igreja Cristã.

mais sobre mim

Dezembro 2010

D
S
T
Q
Q
S
S
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
21
22
23
24
25
26
27
28
30
31

últ. recentes

tags

todas as tags

subscrever feeds

blogs SAPO


Universidade de Aveiro