Palavras de Salvação.

pesquisar

 
Sábado, 25 / 10 / 08

A Cobiça.


Todo crente é um cidadão do reino de Deus e como tal representa o seu Rei, o Senhor Jesus Cristo, aqui na terra. “De sorte que somos embaixadores em nome de Cristo, como se Deus exortasse por nosso intermédio” (2 Coríntios 5.20). Portanto, devemos proceder nos nossos relacionamentos pessoais – no trabalho, na escola, em nossa comunidade, etc – sem perdermos de vista quem somos e a quem pertencemos. Baseados no nosso relacionamento com Cristo e através Dele, podemos evitar ou resolver muitos problemas nos nossos relacionamentos sociais.
Um dos grandes pecados que cometemos no nosso relacionamento com os outros é o da cobiça ou avareza, ou seja: desejar aquilo que é do outro. Desejamos o poder, a riqueza, a posição, os amigos, o conhecimento, o talento, etc que a outra pessoa tem. Queremos o que há de melhor de todas as coisas para nós mesmos, mesmo que às custas dos outros. Como embaixadores de Cristo devemos ter sempre em mente o décimo Mandamento que traz uma séria advertência contra essa atitude:
“Não cobiçarás a casa do teu próximo. Não cobiçarás a mulher do teu próximo, nem o seu servo, nem a sua serva, nem o seu boi, nem o seu jumento, nem coisa alguma que pertença a teu próximo” (Êxodo 20.19).
Devemos levar esse ensinamento de Deus a prevalecer no nosso relacionamento com outras pessoas. Você é o tipo de pessoa que está sempre se comparando às outras pessoas e as suas realizações? Essa postura pode ser prejudicial se o fizer ficar constantemente insatisfeito e em conflito. Será que você deve tentar se manter no mesmo nível de alguém a quem admira? Não necessariamente. Devemos estar cientes de nossas limitações e nos aceitarmos como somos. Devemos, também, conhecer bem nossos pontos fortes e desenvolvê-los ao máximo, mas sem tentar fazer o “impossível” para consegui-lo!
Podemos apreciar um bom músico profissional, sem ter que ser igual a ele, ou ainda, ficar com raiva de quem o é. Posso admirar a casa nova, o carro, a moto, etc. do meu vizinho e me alegrar com ele, sem ter de possuir os mesmos bens. A Bíblia nos ensina: “Alegrai-vos com os que se alegram, e chorai com os que choram” (Romanos 12.15). Chorar com alguém não é difícil. Entretanto alegrar-se é – especialmente quando se sente inveja ou cobiça.
O pecado da cobiça pode levá-lo a cometer outros pecados, que também causam problemas; mentir ou roubar para conseguir o que você quer, ira, inveja, ressentimentos, ódio, vingança, etc. Daí a importância de Deus ter incluído a advertência contra a cobiça nos Dez Mandamentos. A única solução possível para problemas relacionados à cobiça é amar o próximo como a si mesmo. E a passagem bíblica que a sustenta é 1 Coríntios 13: (O amor é paciente, benigno, regozija-se com a verdade, tudo sofre, tudo crê, tudo espera, tudo suporta, não se ufana, não se ensoberbece, não procura os seus interesses, não se exaspera, não arde em ciúmes, não se vangloria, não se ressente do mal, não se alegra com a injustiça, jamais acaba).
Viva Jesus!
Deus lhe abençoe!
publicado por homota às 17:24
Domingo, 12 / 10 / 08

Alegrai-vos e dai Graças a Deus, Sempre.


O último princípio que o cristão deve pôr em prática ao resolver um problema, seja qual for a solução, é o de dar glória a Deus! Leiam o que Paulo ensina em 1 Tessalonicenses 5.16 a 18: “Estejam sempre alegres. Permaneçam sempre em oração. Dêem sempre graças a Deus, haja o que houver, porque esta é a vontade de Deus para com vocês que pertencem a Cristo Jesus” (BV). Esteja continuamente louvando ao Senhor. Sempre que a sua mente não estiver ocupada com as suas atividades profissionais e da família, o que é necessário, você deve desenvolver o hábito de deixar fluir silenciosamente o louvor a Deus. Essa prática simples transformará a sua mente. Louve-o pela Sua fidelidade, pela Sua presença constante ao seu lado em todos os problemas.

Compartilhe com os outros irmãos as bênçãos recebidas! Faça como o apóstolo Paulo. Ele compartilhou com os irmãos filipenses, ao escrever para eles sobre a fidelidade de Cristo, quando estava preso: “E quero que vocês saibam isto, queridos irmãos: Tudo quanto me aconteceu aqui tem sido uma grande ajuda na divulgação da Boa Nova a respeito de Cristo. Porque todo mundo aqui, incluindo todos os soldados, de ponta a ponta nos quartéis, sabem que estou na cadeia simplesmente porque sou cristão. E por causa da minha prisão muitos dos cristãos daqui parecem ter perdido o medo de ser presos! De algum modo minha resignação os animou e eles começaram a ter cada vez mais coragem para falar de Cristo aos outros” (Filipenses 1.12-14 BV). E mais: “ ... o importante é que de qualquer forma, ... Cristo está sendo pregado e por isso eu me alegro. De fato, continuarei a alegrar-me, pois sei que o que me aconteceu resultará em minha libertação, graças às orações de vocês e ao auxílio do Espírito de Jesus Cristo” (Filipenses 1.18,19 NVI).
Ele não queria que eles se sentissem tristes por ele! Com alegria afirmou: “Quando oro por vocês, meu coração se enche de alegria, por causa de toda a maravilhosa ajuda de vocês em fazer conhecida a Boa Nova acerca de Cristo ... ” (Filipenses 1.4,5). Ele compartilhou também sobre o que havia aprendido ao confiar e permitir que o Senhor resolvesse os seus problemas:
“ ... aprendi a viver contente em toda e qualquer situação. Tanto sei estar humilhado, como também ser honrado; de tudo e em todas as circunstâncias, já tenho experiência, tanto de fartura, como de fome; assim de abundância, como de escassez; Tudo posso naquele que me fortalece” (Filipenses 4.11-13).
Quando reconhecemos que Cristo é o Mestre maior do que toda e qualquer situação que enfrentamos, que Ele se importa conosco e que está sempre fazendo com que tudo coopere para o nosso bem eterno, não há nada que possamos fazer a não ser louvá-Lo. Ele é digno do nosso louvor e de nossas graças. Graças a Deus!
Viva Jesus!
Deus lhe abençõe!
publicado por homota às 19:13
Quarta-feira, 01 / 10 / 08

Entregue o seu problema a Deus.

Deus é muito maior do que qualquer problema que você tenha. Levante os olhos que estão abaixados na direção dos seus problemas, para Aquele que tudo sabe, tudo conhece, a todos ama e tem todo o poder – Jesus Cristo. Ele tem cuidado de você (1 Pedro 5.7). Conte seu problema a Deus. Fale em voz alta em suas próprias palavras. Deus sabe qual é o problema, é verdade, mas Ele quer que você vá a Ele em oração.

É muito importante que o seu problema seja definido na oração. Tenha o costume de anotar os seus pedidos de oração e a data em que começou a orar por cada um deles. Depois anote a data em que foram respondidos. Sua fé se fortalece sempre que você voltar nos seus registros e ver quanto Deus é fiel. Ao fazer isso, você também se lembra de agradecer a Deus as orações respondidas.

Quando você tirar sua atenção do problema e a colocar nas mãos do Senhor, sentirá como se um peso enorme fosse retirado dos seus ombros. As preocupações desaparecerão, porque você estará confiando em Cristo. O fardo fica para trás, pois Ele disse: “Vinde a mim, todos os que estais cansados e sobrecarregados, e eu vos aliviarei” (Mateus 11.28). “Lançai sobre Ele toda a vossa ansiedade, porque Ele tem cuidado de vós” (1 Pedro 5.7). Esse é o verdadeiro significado do compromisso: estar disposto a fazer o que tiver de ser feito e ter uma atitude de confiança em Deus capaz de banir toda a preocupação e o medo.

Lembre-se também de que nem toda a situação complicada representa um problema, no sentido de precisar de solução. Se é alguma coisa que não pode ser mudada, então é necessário fazer um outro tipo de ajuste. Quando o apóstolo Paulo esteve preso, ele sabia que não poderia mudar a situação. Daquela vez, Deus não o tirou de lá (Atos 16.24-26),como havia feito anteriormente em seu ministério . Não obstante Paulo cria que Deus faria tudo para cooperar para o seu bem. E de fato, o resultado é que Deus o usou maravilhosamente para anunciar o evangelho, até mesmo na prisão, quando se converteu o carcereiro e todos os seus(Atos 16.31-34).

A melhor solução nesses casos, é aceitar alegremente o que não pode ser mudado e permitir que essa situação sirva para o seu crescimento espiritual – para torná-lo uma pessoa mais amorosa, mais compassiva e mais semelhante a Cristo. Lembre-se sempre de que “todas as coisas cooperam para o bem daqueles que amam a Deus” (Romanos 8.28). Não é saudável viver lamentando que as coisas “poderiam ter sido assim, se ao menos ... “ É um perda de tempo ficar pensando assim. Seja qual for a situação, você pode confiar que Deus fará com que tudo coopere para o seu bem.

Viva Jesus!
Deus lhe abençoe!
publicado por homota às 21:11
Este blog é feito para divulgar a Palavra de Deus, e as doutrinas e fatos da história da Igreja Cristã.

mais sobre mim

Outubro 2008

D
S
T
Q
Q
S
S
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
26
27
28
29
30
31

últ. recentes

tags

todas as tags

subscrever feeds

blogs SAPO


Universidade de Aveiro