imagesCA93MF7J

 

Arrependimento é o primeiro passo que se requer na salvação. Sem ele não há salvação. Os profetas do Antigo Testamento pregaram o arrependimento, implícito na idéia de conversão, como uma exigência básica de Deus para o livramento do povo (Deuteronômio 30.10;“se deres ouvidos à voz do SENHOR, teu Deus, guardando os seus mandamentos e os seus estatutos, escritos neste Livro da Lei, se te converteres ao SENHOR, teu Deus, de todo o teu coração e de toda a tua alma.”; Jeremias 8.6: “Eu escutei e ouvi; não falam o que é reto, ninguém há que se arrependa da sua maldade, dizendo: Que fiz eu? Cada um corre a sua carreira como um cavalo que arremete com ímpeto na batalha”; Ezequiel 18.30: “Portanto, eu vos julgarei, a cada um segundo os seus caminhos, ó casa de Israel, diz o SENHOR Deus. Convertei-vos e desviai-vos de todas as vossas transgressões; e a iniqüidade não vos servirá de tropeço”).

Arrependimento foi também o ponto alto na pregação de João, o Batista, como exigência do reino de Deus (Mateus 3.2:Arrependei-vos, porque está próximo o reino dos céus”; Marcos 1.15: “ dizendo: O tempo está cumprido, e o reino de Deus está próximo; arrependei-vos e crede no evangelho”).

Jesus Cristo seguiu a mesma linha de pregação do Precursor, requerendo o arrependimento dos homens para a entrada no reino de Deus (Mateus 4.17: “Daí por diante, passou Jesus a pregar e a dizer: Arrependei-vos, porque está próximo o reino dos céus”; Lucas 13.3-5: “Não eram, eu vo-lo afirmo; se, porém, não vos arrependerdes, todos igualmente perecereis. Ou cuidais que aqueles dezoito sobre os quais desabou a torre de Siloé e os matou eram mais culpados que todos os outros habitantes de Jerusalém? Não eram, eu vo-lo afirmo; mas, se não vos arrependerdes, todos igualmente perecereis”).

publicado por homota às 00:37