Deus, causa primeira de todo o conhecimento, proporciona ao homem – mediante a criação – a natureza, a oportunidade e a responsabilidade de conhecer a realidade do mundo físico. Contudo, esse conhecimento não é completo nem absolutamente claro por causa do pecado, que obscureceu o conhecimento humana. Mesmo que a natureza reflita as glórias de Deus, isso ainda se dá de forma deformada.
     Todavia, a história, a natureza e o homem refletem algo do Criador (Veja no Salmo 139.14: “Graças te darei, pois sou assombrosa e maravilhosamente feito: Maravilhosas são as tuas obras; E a minha alma o sabe muito bem.” - TB). Por isso, os homens são indesculpáveis (Veja em Romanos 1.19,20: “Deus castiga essas pessoas porque o que se pode conhecer a respeito de Deus está bem claro para elas, pois foi o próprio Deus que lhes mostrou isso. Desde que Deus criou o mundo, as suas qualidades invisíveis, isto é, o seu poder eterno e a sua natureza divina, têm sido vistas claramente. Os seres humanos podem ver tudo isso nas coisas que Deus tem feito e, portanto, eles não têm desculpa nenhuma.” - NTLH).
     Deus expressa Seu pensamento e Sua vontade no mundo, na criação, envolvendo o homem com a manifestação visível da Sua glória, que é proclamada, apesar do pecado, de forma fecunda nas obras da criação (Veja no Salmo 19.1: ; e em Atos14.17:“Os céus proclamam a glória de Deus, e o firmamento anuncia as obras das suas mãos.” - RA  “contudo, não se deixou ficar sem testemunho de si mesmo, fazendo o bem, dando-vos do céu chuvas e estações frutíferas, enchendo o vosso coração de fartura e de alegria.” - RA).
     Deus, o mundo e o homem são as três realidades com as quais a ciência e a filosofia se ocupam. Se Deus não tivesse primeiramente – de forma livre e soberana – se revelado (Veja no Salmo 115.3: “No céu está o nosso Deus e tudo faz como lhe agrada.” - RA; e em Romanos 11.33-36: “Ó profundidade da riqueza, tanto da sabedoria como do conhecimento de Deus! Quão insondáveis são os seus juízos, e quão inescrutáveis, os seus caminhos! Quem, pois, conheceu a mente do Senhor? Ou quem foi o Seu conselheiro? Ou quem primeiro deu a Ele para que lhe venha a ser restituído? Porque dEle, e por meio dEle, e para Ele são todas as coisas. A Ele, pois, a glória eternamente. Amém!” - RA), toda e qualquer ciência seria impossível.
     O mundo, até mesmo o homem, é o grande laboratório de todas as ciências. Só que quem criou esse laboratório foi Deus, deixando ao homem a responsabilidade de estudá-lo, descobrindo os enigmas que estão por trás das leis que funcionam de acordo com as leis do Criador.
     Viva Jesus!
publicado por homota às 07:57