Fé e Palavra de Deus.
A fé exige o conhecimento da Palavra de Deus. Trata-se de uma relação de confiança: como acreditar em alguém que não se conhece? A fé implica no conhecimento do Pai e do Filho pelo testemunho do Espírito Santo (Veja em João 15.26: “Quando, porém, vier o Consolador, que eu vos enviarei da parte do Pai, o Espírito da verdade, que dele procede, esse dará testemunho de mim;” - RA; em João 16.13,14: “Porém, quando o Espírito da verdade vier, ele ensinará toda a verdade a vocês. O Espírito não falará por si mesmo, mas dirá tudo o que ouviu e anunciará a vocês as coisas que estão para acontecer. Ele vai ficar sabendo o que tenho para dizer, e dirá a vocês, e assim ele trará glória para mim.” - NTLH; e em João 17.3: “E a vida eterna é esta: que eles conheçam a ti, que és o único Deus verdadeiro; e conheçam também Jesus Cristo, que enviaste ao mundo.” - NTLH. É impossível crer e se relacionar pessoalmente com um Deus desconhecido.
A fé é gerada em nós pelo Espírito através da Palavra (Veja Romanos10.17: “Portanto, a fé vem por ouvir a mensagem, e a mensagem vem por meio da pregação a respeito de Cristo.” - NTLH).
Assim como a revelação, a fé é resultado da graça salvadora de Deus (veja em Atos 15.11: “Pelo contrário, por meio da graça do Senhor Jesus, nós, judeus, cremos e somos salvos do mesmo modo que os não-judeus.” - NTLH; em Atos 18.27: “Quando Apolo resolveu ir para a província da Acaia, os cristãos de Éfeso o animaram e escreveram cartas para os irmãos de lá, pedindo que o recebessem bem. Chegando lá, ele ajudou muito aqueles que, pela graça de Deus, haviam crido.” - NTLH; em Efésios 2.8: “Pois pela graça de Deus vocês são salvos por meio da fé. Isso não vem de vocês, mas é um presente dado por Deus.” - NTLH; e em Filipenses 1.29: “Porque vos foi concedida a graça de padecerdes por Cristo e não somente de crerdes nele,” - RA).
A fé não é irracional. Ela respalda-se em Deus e na Sua promessa. Foi isso que fez Abraão, conforme vemos em Romanos 4.20,21: “Abraão não perdeu a fé, nem duvidou da promessa de Deus. A sua fé o encheu de poder, e ele louvou a Deus porque tinha toda a certeza de que Deus podia fazer o que havia prometido.” - NTLH.
Devemos ter como certo que o limite da fé está circunscrito pelos parâmetros da Escritura (Veja em Deuteronômio 29.29: “As coisas encobertas pertencem ao SENHOR, nosso Deus, porém as reveladas nos pertencem, a nós e a nossos filhos, para sempre, para que cumpramos todas as palavras desta lei.” - RA. Ou seja, não podemos crer além do que Deus nos revelou na Bíblia. A Palavra de Deus deve ser sempre o guia da nossa fé.
Por isso devemos estar atentos à Palavra de Deus, para entendê-la e praticá-la (confira em João 1.8: “João não era a luz, mas veio para falar a respeito da luz,” - NTLH; em Salmo 119.97: “Como eu amo a Tua lei! Penso nela o dia todo.” - NTLH;  e em Tiago 1.22-25: “Não se enganem; não sejam apenas ouvintes dessa mensagem, mas a ponham em prática. Porque aquele que ouve a mensagem e não a põe em prática é como uma pessoa que olha no espelho e vê como é. Dá uma boa olhada, depois vai embora e logo esquece a sua aparência. O evangelho é a lei perfeita que dá liberdade às pessoas. Se alguém examina bem essa lei e não a esquece, mas a põe em prática, Deus vai abençoar tudo o que essa pessoa fizer.” - NTLH.
Viva Jesus!
Deus lhe abençoe!
publicado por homota às 18:15