A Palavra de Deus - 12.
Muitos cristãos afirmam que a maior evidência de que a Bíblia é a Palavra de Deus é o fato de que nela Deus fala conosco, em nosso íntimo. Em última análise, é o testemunho do Espírito Santo no coração da pessoa que dissipa toda e qualquer dúvida, quanto à origem, ao caráter e a autoridade divina da Escritura.
Esse convencimento do Espírito se faz acompanhar pelo poder transformador da Palavra de Deus na vida do crente (Veja em 1 Tessalonicenses 2.13: “Outra razão ainda temos nós para, incessantemente, dar graças a Deus: é que, tendo vós recebido a palavra que de nós ouvistes, que é de Deus, acolhestes não como palavra de homens, e sim como, em verdade é, a palavra de Deus, a qual, com efeito, está operando eficazmente em vós, os que credes.” - RA; em 2 Timóteo 3.16,17: “Pois toda a Escritura Sagrada é inspirada por Deus e é útil para ensinar a verdade, condenar o erro, corrigir as faltas e ensinar a maneira certa de viver. E isso para que o servo de Deus esteja completamente preparado e pronto para fazer todo tipo de boas ações.” - NTLH; e em 1 Pedro 1.23: “Pois vocês, pela viva e eterna palavra de Deus, nasceram de novo como filhos de um Pai que é imortal e não de pais mortais.” - NTLH).
Há outros fatores que testificam da autoridade final da Escritura. Entre eles, a consistência interna, o conteúdo e os efeitos da Escritura. A Bíblia tem muitas variedades, mas uma mensagem uniforme. Ela foi escrita durante um período de 1500 anos, em três línguas por cerca de 40 autores, falando de muitos assuntos, contudo, a Bíblia tem uma surpreendente unidade e consistência na sua mensagem. Além disso els contém muitas coisas que a mente humana nunca poderia ter imaginado. Seu conteúdo surpreende as mentes mais brilhantes. A Bíblia tem transformado paísese, sociedades e milhões de vidas através da história. A Bíblia é a Palavra poderosa de Deus.
Viva Jesus!
Deus lhe abençoe!
publicado por homota às 17:17