Qual é a pior coisa que pode acontecer a uma pessoa? Alguns dirão que é morrer; outros, ficar cego ou aleijado; outros dirão que ficar pobre é pior do que morrer. Mas o que diz Deus? Ele diz: “Não temais os que matam o corpo e não podem matar a alma; temei, antes, aquele que pode fazer perecer no inferno tanto a alma como o corpo” (Mateus 10.28).
“Pois que aproveitará o homem se ganhar o mundo inteiro e perder a sua alma?” (Mateus 16.26).
“Não escolheu Deus os que para o mundo são pobres, para serem ricos em fé e herdeiros do reino que Ele prometeu aos que O amam?” (Tiago 2.5).
Conheço a tua tribulação, a tua pobreza (mas tu és rico) ...” (Apocalipse 2.9).

O que Deus quer dizer é que existe algo pior do que a morte do corpo. Existe algo mais valioso do que as riquezas do mundo. Para podermos orar como convém, é importante sabermos que coisas tem valor verdadeiro e duradouro.
Lembra-se de quando disseram a Paulo que se ele fosse a Jerusalém seria morto? Ele respondeu: “Que fazeis chorando e quebrantando-me o coração? Pois estou pronto não só para ser preso, mas até para morrer em Jerusalém pelo nome do Senhor Jesus” (Atos 21.13). O que Paulo estava dizendo era:
“O que tem importância é o que acontece ao nome de Jesus, não a mim!”
O segredo da segurança da alma é ter a vida eterna, ou seja, ter a salvação. “E a vida eterna é esta: que Te conheçam a Ti, o único Deus verdadeiro, e a Jesus Cristo, a quem enviaste” (João 17.3). Quando conhecemos a Deus e recebemos a Jesus Cristo, temos a vida eterna, e estamos sempre seguros. Quando voltamos as costas a Deus e recusamos conhecê-Lo, perdemos a segurança que Ele nos prometeu.
A pior coisa que pode acontecer a um cristão é separar-se de Deus. Se a doença nos aproximar de Deus, ela não é maligna. Se a pobreza nos fizer confiar mais em Deus, não é má. Se um acidente nos despertar para a maneira irresponsável que vivemos, não é demoníaco. O mal de que precisamos nos libertar é aquele que pode nos separar de Deus. Se o prazer nos separa do Senhor então é maligno. Se as riquezas nos afastam de Deus, então são más. Se a boa saúde nos faz esquecer de Deus, então torna-se demoníaca para nós!
Paulo era um homem com muitos problemas. Sofreu naufrágios, foi chicoteado e apedrejado várias vezes. No entanto, ele nunca procurou livrar-se dessas coisas. Aceitou-as como parte de sua vida para Cristo. Paulo conhecia o segredo da segurança da alma! Ele tinha a vida eterna que nenhum homem podia tirar! Ele só procurava “conhecer a Cristo, e o poder da Sua ressurreição e a comunhão dos Seus sofrimentos” (Filipenses 3.10). Conhecendo a Jesus, Paulo estava seguro.
Aqueles que sabem que a oração traz segurança, são os que aprenderam a buscar o Reino de Deus acima de tudo. Eles sobreviverão aos dardos envenenados do maligno, e, perante o trono de Deus, serão chamados vencedores!
Viva Jesus!
Deus lhe abençõe!
publicado por homota às 14:07