Palavras de Salvação.

pesquisar

 
Sábado, 22 / 03 / 08

Práticas Sexuais Ilícitas II – o Homossexualismo.


Em alguns lugares do mundo, o homosexualismo (envolvimento sexual entre duas pessoas do mesmo sexo) tem sido ostensivamente anunciado como um estilo de vida “alternativo”. Inclusive pelos órgãos de comunicações, televisão e novelas. Entretanto, a Bíblia declara claramente que tal prática constitui pecado e abominação ao Senhor. E por que é pecado?
1 – É pecado porque se choca com os princípios de sexualidade que Deus estabeleceu. Deus determinou que a sexualidade humana fosse monogâmica e de natureza heterossexual (um homem e uma mulher) (Mateus 19.4,5). Ao optar pelo homossexualismo, a pessoa está caindo na tentação do diabo, rejeitando os princípios de sexualidade dados por Deus. Romanos 1.18-32 explica como isso acontece: o homem se põe a praticar a imoralidade e transforma a verdade de Deus em mentira. Como resultado, Deus o entrega a paixões infames. Romanos 1.28 diz: “E por haverem desprezado o conhecimento de Deus, o próprio Deus os entregou a uma disposição mental reprovável, para praticarem coisas inconvenientes”.
Em Romanos 1.32 O Apóstolo Paulo nos alerta que são passíveis de morte divina, não somente os que tais coisas praticam, mas também os que aprovam os que assim procedem. São as pessoas que assistem e até sentem prazer nas práticas sexuais ilícitas dos outros. Portanto, meus irmãos, vocês não devem assistir determinadas novelas, certos filmes, paradas “gay”, etc. Fujam dessas tentações do diabo.
2 – É pecado porque a Bíblia se refere a tal prática como sendo abominação. “Não vos enganeis: nem impuros, nem idólatras, nem adúlteros, nem efeminados, nem sodomitas ... herdarão o Reino de Deus” (1 Coríntios 6.9,10). (Ver também Levítico 18.22; Romanos 1.24-27).
3 – É um pecado que está debaixo do julgamento de Deus. “A ira de Deus se revela do céu contra toda a impiedade e perversão dos homens que suprimem a verdade pela injustiça” (Romanos 1.18). (Ver também Gênesis 19.4-11,24,25). Gênesis 19 narra a história de como Deus julgou severamente a cidade de Sodoma, onde o homossexualismo era bastante praticado. (Ver também 2 Pedro 2.6-8 e Judas 7).
Contudo, essa não é uma situação sem esperança. O pecado do homossexualismo pode ser perdoado e lavado. Na igreja de Corinto havia ex-homossexuais que foram libertos das amarras desse pecado através do sangue de Jesus Cristo. Em 1 Coríntios 6.9 Paulo cita os homossexuais entre aqueles que não herdarão o Reino de Deus. Entretanto, mais adiante no verso 11 ele diz:”Tais fostes alguns de vós; mas vós vos lavastes, mas fostes santificados, mas fostes justificados, em o nome do Senhor Jesus Cristo e no Espírito do nosso Deus”. Para o perdão desses pecados é preciso que haja arrependimento e o começo de uma vida nova.
É assim que a Bíblia ensina!
Viva Jesus!
Deus lhe abençõe!
publicado por homota às 16:06
Quarta-feira, 12 / 03 / 08

A Sexualidade no Plano de Deus e o Celibato.

Um dos relacionamentos mais maravilhosos na vida do ser humano é o de um homem e uma mulher que se unem através do casamento e se tornam uma só carne. A sexualidade humana é um presente de Deus. Ela não apenas torna possível que os casais tenham filhos, como também é o meio pelo qual a união mais íntima que pode haver entre um homem e uma mulher se concretiza.
Alguns dos maiores problemas da vida surgem quando homens e mulheres abusam de sua sexualidade. Muitos tentam lidar com ela desprovidos da sabedoria revelada por Deus e da capacitação que Ele dá para que mantenham seus corpos em sujeição a Ele. Dessa forma, essas pessoas caem em armadilhas que as prendem a um estilo de vida mundano, capaz de causar danos físicos e emocionais.
É uma prática comum hoje em muitos lugares do mundo, homens e mulheres solteiros terem relacionamentos passageiros e “romances” superficiais, apenas com o intuito de satisfazerem suas “necessidades” sexuais. O mundo tem apresentado o sexo como algo tão glamouroso, que os jovens se sentem excluídos e “fora de moda” se não estiverem envolvidos sexualmente com alguém. O padrão bíblico do celibato (estado da pessoa solteira que não mantém relações sexuais) é geralmente ignorado por eles.
Será que é possível para uma pessoa conservar-se pura? É claro que sim! Podemos usar os mesmos recursos divinos que usamos em outras áreas de nossas vidas para evitar essa tentação. O princípio de 1 Coríntios 10.13 pode ser aplicado tanto aos nossos desejos sexuais como a outros desejos. Deus lhe dará forças para resistir a tentação de pecar, inclusive o pecado de envolvimento sexual fora do casamento.
Por que é que Deus proíbe o sexo fora do casamento? Há muitas razões e todas elas estão relacionadas com o amor e cuidado que Ele tem por nós. Ele quer proteger-nos de problemas graves que estão espalhados por toda a parte. Quando não há um compromisso de amor duradouro entre o homem e a mulher, as conseqüências normalmente são o sentimento de rejeição, de abuso e de degradação. O sentimento de culpa leva a pessoa a se auto condenar e a sofrer angústia espiritual.
O celibato é a única alternativa ao casamento aprovada pela Bíblia. Em 1 Coríntios 7, o apóstolo Paulo aconselha que se casem aqueles que não conseguirem se manter na condição de celibato. A melhor maneira que o solteiro tem de obedecer ao Senhor, mantendo-se sexualmente puro, é guardar os seus pensamentos (Tiago 1.14,15). O Senhor irá ajudá-lo nisso, se você optar por se manter puro. Viva em alegria e obediência ao Senhor. Ele o ajudará em cada passo que der.
Jesus já nos ensinou que “há razões diferentes que tornam alguns homens incapazes para o casamento: uns, porque nasceram assim; outros, porque foram castrados; e outros, ainda, não casam por causa do Reino do Céu” (Mateus 19.12 – NTLH). “Nem todos podem aceitar essa declaração, disse Jesus, só aqueles a quem Deus ajuda” (Mateus 19.11 – BV). O apóstolo Paulo reconheceu que o celibato é um dom de Deus e não é para todos, mas aqueles que o têm, podem ser uma bênção especial para o Reino de Deus, quando se dedicarem à vontade do Senhor e O servirem com seriedade (1 Coríntios 7.7). Leia a passagem das Escrituras que o ajudará a lidar com essas “necessidades” sexuais partindo da perspectiva certa:
“Todas as coisas me são lícitas, mas nem todas me convém. Todas as coisas me são lícitas, mas não me deixarei dominar por nenhuma delas. Os alimentos são para o estômago, e o estômago para os alimentos; mas Deus destruirá tanto esses como aquele. Porém, o corpo não é para a impureza, mas para o Senhor, e o Senhor para o corpo. (...) Acaso não sabeis que o vosso corpo é santuário do Espírito Santo, que está em vós, o qual tendes da parte de Deus, e que não sois de vós mesmos? Porque fostes comprados por preço. Agora, pois, glorificai a Deus no vosso corpo” (1 Coríntios 6.12,13,19,20).
Viva Jesus!
Deus lhe abençõe!
publicado por homota às 22:42
Este blog é feito para divulgar a Palavra de Deus, e as doutrinas e fatos da história da Igreja Cristã.

mais sobre mim

Março 2008

D
S
T
Q
Q
S
S
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
13
14
15
16
17
18
19
20
21
23
24
25
26
27
28
29
30
31

últ. recentes

  • Amei essa palavra.
  • A paz do Senhor, sobre o ponto 4, através dos estu...
  • esqueceram da ultima aliança através do profeta Mo...
  • Rapaz tua mente esta cauterizada, você esta fudido...
  • Texto maravilhoso me emocionei muitoObrigado a que...
  • Olá boa noite a paz de Cristo !! Gostaria de saber...
  • Jesus nosso salvador
  • O que vc falou é a pura verdade gostei.ainda tem...
  • Gostaria que tivesse a opção partilhar no whatsap!
  • Minha Mãe muito amada hoje está junto ao Senhor.De...

tags

todas as tags

subscrever feeds

blogs SAPO


Universidade de Aveiro