As palavras de Jesus foram reconhecidas de autoridade por Ele próprio e pelos seus apóstolos. Jesus afirmou que Suas palavras tinham poder e autoridade sem igual (Veja em João 6.63: “O Espírito é o que vivifica; a carne para nada aproveita; as palavras que eu vos tenho dito são espírito e são vida.” - RA); e em João 15.3: “Vós já estais limpos pela palavra que vos tenho falado;” - RA). Ele disse que elas não passarão (Veja em Marcos 13.31: “O céu e a terra desaparecerão, mas as minhas palavras ficarão para sempre.” - NTLH) e devem ser ouvidas e obedecidas (Veja em Mateus 5.21,22 ss: “—Vocês ouviram o que foi dito aos seus antepassados: “Não mate. Quem matar será julgado.” Mas eu lhes digo que qualquer um que ficar com raiva do seu irmão será julgado. Quem disser ao seu irmão: “Você não vale nada” será julgado pelo tribunal. E quem chamar o seu irmão de idiota estará em perigo de ir para o fogo do inferno.” (Mateus 5:21,22 NTLH); em Mateus 7.24: “ —Quem ouve esses meus ensinamentos e vive de acordo com eles é como um homem sábio que construiu a sua casa na rocha.” (Mateus 7:24 NTLH); e em João 8.31: “Então Jesus disse para os que creram nele: —Se vocês continuarem a obedecer aos meus ensinamentos, serão, de fato, meus discípulos” - NTLH).

 

Os apóstolos também reconheceram a autoridade divina do Seu Mestre e Senhor (Veja Atos 20.35: “Em tudo tenho mostrado a vocês que é trabalhando assim que podemos ajudar os necessitados. Lembrem das palavras do Senhor Jesus: “É mais feliz quem dá do que quem recebe.”” - NTLH; em 1 Coríntios 7.10: “Para os que já estão casados tenho um mandamento, que não é meu, mas do Senhor: que a mulher não se separe do seu marido.” - NTLH; e em 1 Coríntios 11.23: “Porque eu recebi do Senhor este ensinamento que passei para vocês: que o Senhor Jesus, na noite em que foi traído, pegou o pão” - NTLH).

 

Em 1Timóteo 5.18: “Pois a Escritura declara: Não amordaces o boi, quando pisa o trigo. E ainda: O trabalhador é digno do seu salário.” - RA, temos a combinação de um versículo do Antigo Testamento (Deuteronômio 25.4: “ Não atarás a boca ao boi quando debulha.” com outro do Novo Testamento (Lucas 10.7: “Permanecei na mesma casa, comendo e bebendo do que eles tiverem; porque digno é o trabalhador do seu salário. Não andeis a mudar de casa em casa.” - RA, extraído dos ensinos de Jesus, sob a designação de Escritura.

 

Isto confere às palavras de Cristo autoridade igual a das Escrituras do Antigo Testamento.

 

Continua no próximo post.

 

Viva Jesus!

Deus lhe abençoe!

publicado por homota às 12:17